Estrada

 
 
O ciclismo de estrada é uma modalidade derivada do ciclismo bastante conhecida devido à sua história. É um desporto praticado em quase todo o mundo, principalmente na Europa. É praticado na estrada e possui bicicletas apropriadas para um melhor desenvolvimento de velocidade.
É uma modalidade regulada pela UCI (União Ciclista Internacional) e possui diversos tipos de provas:
  • Provas de UDia;
  • Critérios;
  • Provas Individuais de Contra-Relógio;
  • Provas de Contra-Relógio por Equipas;
  • Provas por Etapas.

 

  • Provas de Um Dia:

São provas que acontecem num único dia, possuindo apenas uma partida e uma chegada. Estas provas são disputadas por diversas equipas, onde os atletas percorrem distâncias que podem variar entre 60 km a 280 km, dependendo da categoria. É declarado vencedor o atleta que primeiro cruzar a linha de chegada. Alguns exemplos das provas mais conhecidas deste tipo são o Paris-Roubaix, o Milan-Sanremo e a Liège-Bastogne-Liège.

 

  • Critérios:

São corridas disputadas às voltas num circuito fechado e que seguem algumas normas:
                   – A classificação é feita na chegada da última volta;
                   – Classificação para o atleta que tenha obtido o maior número de pontos obtidos nos sprints intermédios e o atleta mais combativo, ou seja, o que mais trabalhou para o desenrolar da corrida e, por sua vez, endureceu-a;
                   – O percurso do circuito deve ter entre 800m e 10.000m e a distância total da prova pode variar entre 80 km e 150 km.

 

  • Provas Individuais de Contra-Relógio:

Trata-se de uma modalidade olímpica onde os competidores percorrem entre 15 km e 80 km distância, sendo declarado vencedor aquele que completá-la no menor tempo.
Nesta prova, a partida é dada individualmente em intervalos pré-determinados, não é autorizada a formação de grupos e, no caso de ser alcançado por algum outro competidor, não é permitido aproveitar-se do vácuo, ou seja, o atleta ultrapassado não se pode manter na roda do atleta que o ultrapassou. Além disso, é obrigatório guardar uma separação lateral de, pelo menos, dois metros de qualquer outro ciclista.

 

  • Provas de Contra-Relógio por Equipas:

O contra-relógio por equipas é semelhante à prova individual contra-relógio, onde os ciclistas de uma equipas percorrem agrupados distâncias de até 100 km. Todos os ciclistas da equipa partem ao mesmo tempo e, caso alcancem outra equipe, não é permitido aproveitar-se do vácuo formado pela equipa alcançada.
O tempo final de cada equipa é atribuído a partir de um determinado competidor da equipe, por exemplo o quarto, que pode variar conforme a competição. A equipa que terminar a prova com o menor tempo e, com pelo menos quatro ciclistas, ganha.

 

  • Provas por Etapas:

Estas provas consistem num conjunto de diversas etapas disputadas consecutivamente, devendo acontecer em, no mínimo, dois dias.
O atleta que acumular o menor tempo para completar todas as etapas é considerado o vencedor à geral. Normalmente possuem outras classificações como a classificação geral por pontos (atribuída aos atletas mais constantes/velocistas), classificação da juventude (atribuído ao atleta mais jovem melhor classificado à geral) e classificação geral de montanha (atribuído ao atleta que obtenha mais pontos nas passagens de montanha). Também é comum que uma ou mais etapas sejam do tipo contra-relógio.
As provas por etapas mais conhecidas são a Volta a França (Tour de France), Volta a Itália (Giro d’Italia) e a Volta a Espanha (Vuelta a España).